quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Versão braille do cubo de Rubik, do designer Konstantin Datz. Parece uma coisa quase insignificante mas na verdade é uma boa prática, porque é que as pessoas cegas não hão-de poder ter acesso a todas as "brincadeiras" dos normovisuais?

Sem comentários:

Publicar um comentário